Carinho em audiovisual

O vídeo é longo, são quase 10 minutos, mas passa rápido, porque carinho, a gente sorri e deixa vir. São depoimentos das coordenadoras voluntárias do CineMaterna no Brasil, de norte a sul. Foi um mimo criado pela Renata Barrios, que supervisiona as voluntárias do CineMaterna. Elaborado como uma forma de …

Bipolaridade na quarentena

Meu lado profissional anda bipolar: ora achando que vai acabar mal, que o CineMaterna não sobreviverá a esta pandemia, ora achando que estamos bem, temos o apoio e carinho do público e dos parceiros e uma equipe incrível que fará uma virada mágica.

À medida que os dias vão passando e o futuro vai ficando mais incerto, a bipolaridade passa a ser entre momentos de criatividade para conseguir chegar à outra margem e a tristeza profunda com a possibilidade de o CineMaterna deixar de existir.

E assim, lançamos esta semana uma campanha de arrecadação de… grávidas! INDIQUE O CINEMATERNA A UMA GRÁVIDA, com ou sem barriga aparente. PEÇA QUE ELA SE CADASTRE em nossos site E SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS (Facebook e Instagram). É o que mais necessitamos para conseguir voltar depois que esta pandemia for resolvida.

Obs: o CineMaterna nunca teve arrecadação de bilheteria de cinemas, mas contava com o apoio dos shoppings centers, que neste momento, estão fechados. Ao nosso patrocinador, BABYSEC, nosso mais sincero agradecimento.

Como muitas organizações, das maiores às microempresas, revimos todos os nossos custos. Estamos nos reestruturando para nos mantermos vivas, pensando nas mães que nascem a cada dia. São 12 anos de história que não deixaremos naufragar!

Cenas do nosso filme feliz de 2020

O que te centra?

Tá difícil, eu sei. Já comecei e parei de escrever várias vezes. Cada hora que tento, me detenho quando percebo que o texto está indo para um caminho escuro. De sinistra, basta a atual realidade, que está parecendo filme de ficção científica. Às vezes olho para minha pequena bolha de …

Featured

Prazer, somos a Associação CineMaterna

Talvez você não saiba: o CineMaterna é juridicamente uma ONG, organização não-governamental e OSCIP, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (título que permite receber doação de empresas). Ou seja, não visa o lucro, o que não significa que trabalhamos de graça. Afinal, temos muitas e muitas contas a pagar, como qualquer empresa. Prestadorxs de serviço <3, impostos, manutenção de site, taxas em banco, softwares, materiais de escritório e outros gastos administrativos, viagens, equipamentos de sessões, crachás, camisetas, ajudas de custo de voluntárias e por aí vai. Só não temos uma sede física porque inviabilizaria a sustentabilidade econômica.

Como entidade, o CineMaterna busca ser um espaço de respiro em meio ao caos que a maternidade traz, respeitando e acolhendo todas as formas de maternagem. Queremos incentivar a reflexão na sociedade sobre a mudança da mulher após a maternidade.

Cena de amor no CineMaterna

Ao longo dos quase 12 anos de trajetória, o CineMaterna foi construindo seu modelo de negócios à medida que os desafios iam surgindo. Quem sustenta o CineMaterna são os patrocinadores, atualmente, a Babysec, e os apoiadores, os shoppings centers. Os patrocinadores ganham visibilidade, experimentação de seus produtos, e o carinho do público do CineMaterna. Os shoppings acolhem um público fofo – não consegui pensar em outro adjetivo – em um horário de fácil circulação para mães e bebês. Os cinemas, que guardam os equipamentos do CineMaterna e ajustam a grade de filmes, recebem um público mais que inusitado, que definitivamente não estaria no cinema em condições normais de temperatura e som. Em muitas sessões, fotógrafxs parceirxs registram com um olhar profissional a experiência repleta de carinho. E com todos eles, o CineMaterna garante sua existência e consegue manter viva a iniciativa que acolhe mães recém-nascidas.

Por trás da cortina pink, oito mulheres, mães, profissionais gabaritadas, cuidam de tudo para que possamos receber as 29 mil famílias por ano, em mais de 50 cidades no Brasil. À frente das mais de 1.100 sessões no ano, voluntárias, também mães, acolhem as mulheres que chegam com seus bebês em busca de um respiro na rotina materna. Sempre com muito amor.

Já acabou o ano?

Mais um ano que passou num piscar de olhos. Foi turbulento para o CineMaterna, com muitas mudanças nos bastidores, mas que foram fundamentais para o final feliz: recorde de público, sem contratempos! Em 1163 sessões CineMaterna nas 52 cidades de norte a sul do Brasil, recepcionamos mais de 29 mil …

2019 com muitos cliques!

Esta moça aí do lado é a Simone Novato. Ela começou a fotografar voluntariamente no CineMaterna há quase nove (!) anos. No início de 2019 passou para os bastidores, gerenciando a rede de fotógrafos que tiram as mais lindas imagens das mães, bebês e acompanhantes no CineMaterna Brasil afora. Sabemos …

Espalhamos amor

Somos oito mulheres responsáveis por fazer acontecer mais de 100 sessões de cinema, em 50 cidades de norte a sul, cuidando de 350 voluntárias que recebem 3.000 famílias por mês. Trabalhamos em uma ONG, a Associação CineMaterna, cuja missão é olhar para a mãe recém-nascida e tentar tirá-la do isolamento …

Nossas nobres heroínas

No post anterior falei sobre as sessões com recorde de público e nosso esforço em manter a experiência do CineMaterna bacana. Estava contando dos bastidores, e agora, vou revelar o lado pink da força. Hehehe. Quem faz o CineMaterna acontecer nos cinemas são elas, voluntárias PINKS, que recebem as mães, bebês, pais, avós, amigos e irmãos, com delicadeza.

Elas estão em todas as sessões CineMaterna. Todas. São mães, muitas usufruíram das sessões, depois vieram até nós, explicaram que queriam “retribuir o carinho que receberam” e se tornaram voluntárias. Tem propósito mais nobre que este?

As pinks não precisam de ensinamento sobre empatia para acolher mães com bebês. Basta um olhar para saber quando oferecer ajuda ou se é melhor apenas observar e estar à disposição. O treinamento que damos é técnico: ajustes de som, luz e ar condicionado e montagem da sala. A receptividade? Vem do coração.

Em São Paulo – foto de Bete Sozza
Em Aracaju – foto de Martha Oliveira
Em Florianópolis – foto de Liana Giannini

Esse discurso de receber as mães com amor lhe parece piegas? Pois estou para conhecer voluntárias mais identificadas com o que fazem, o que me espanta, na mesma medida que me orgulha. Nestes dias movimentados estão recepcionando 50, 100 ou mais mães com bebês e seus acompanhantes. Saem exaustas da sua jornada, mas muito felizes, porque, afinal, são mães que saíram de casa e deram um passo para se reencontrar como mulher, em nova versão, diferente daquela de antes da maternidade.

Em Criciúma – foto de Pimentinha Fotografia
Em Belém – foto de Leonardo Freire
Em Salvador – foto de Carol Bassuma
Em Sorocaba – foto de Jeniffer Karoline
Em Porto Alegre – foto de Alê Bruny

São 335 voluntárias, pinks, mulheres, mães e profissionais. À frente delas, duas pessoas muito especiais: Fabíola Lupinari, que está há quase um ano no CineMaterna e traz sua experiência do mundo corporativo, quando estava à frente de equipes enormes que necessitavam de treinamento e alinhamento, e a Renata Barrios, braço direito, esquerdo, cabeça e coração pinks, que foi voluntária no CineMaterna por oito (oito!) anos.

Fábiola Lupinari (à esquerda) e Renata Barrios, que garantem o acolhimento pink em qualquer CineMaterna do Brasil
foto de Olivia Vinci

Isso é amor pink, na sua forma mais pura!

Juntos, desde 2019

O CineMaterna não recebe receita da bilheteria nos cinemas. E como o CineMaterna se sustenta? Através de apoios e patrocínios. Apoio dos shoppings centers e patrocínio de marcas que se identificam com o que o CineMaterna faz, acolher mães recém-nascidas e seus bebês, em um momento tão especial da família.

Acreditamos que o bem estar emocional das mulheres que se tornaram mães é fator chave para um vínculo mais saudável e pleno com seus bebês. É, sim, o bordão “mãe feliz é bebê feliz”. Queremos ser esse clichê, buscamos esse lugar onde as mulheres se reúnem e podem se sentir à vontade para serem simplesmente mães, com seus corpos, suas marcas, sua maternagem, suas angústias e sua alegria: seu bebê, o mais lindo do mundo.

Quando nos associamos a uma marca, forma-se uma conexão entre duas imagens: a nossa e a do patrocinador. Patrocinador novo? Sim! Temos! As fraldas e toalhas umedecidas Babysec estarão presentes em todas as sessões CineMaterna a partir de julho.

A escolha foi criteriosa por ambos, patrocinador e patrocinado. Confiamos na marca Babysec e seus produtos, que vimos nascer no Brasil. E é uma honra constatar que Babysec acredita no CineMaterna e nossa missão. Estamos juntos.

Agora você tem mais um bom motivo para ir a uma sessão CineMaterna: experimentar a linha premium de fraldas e toalhas umedecidas Babysec. Você vai se surpreender.

Campanha internacional de Babysec, que no Brasil, tem parceria com a APAE SP

Sobrevivemos!

Foram quase três semanas sem site, nosso principal meio de comunicação com o público. É nele que você encontra a agenda das sessões, as enquetes, as perguntas frequentes, é onde nos apresentamos. Tudo começou porque um vírus no servidor (serviço contratado para disponibilizar a plataforma na internet) e deixou milhares …

Empreendida

Achei que 2017 tinha sido um ano difícil e que em 2018 melhoria. Estava enganada. Não diria que piorou, apenas que 2017 durou dois anos. Foi uma continuidade de desafios, bastante distintos. Internamente, o CineMaterna passou por intensas mudanças nos últimos dois anos. Estamos entrando nos eixos, mas as alterações …