Conversando com uma mãe no café, ela me contou que achava graça que passava o dia tentando fazer seu bebê dormir, e quando ele finalmente adormecia, sentia saudade. Mãe é um bicho muito estranho mesmo, de emoções paradoxais.

Fiquei um tempão com este pequeno parágrafo acima sem postar porque não tinha uma imagem para ilustrá-lo. Aí, cruzei com esta foto, de quase três anos atrás, dos meus filhos dormindo. Na época, estavam Max, irmão mais velho recente, e Eric, com dois dias de vida.

Quem é mãe de mais de um filho sabe que a hora de dormir, quando se está com um bebê novinho, é um dos maiores desafios da nova jornada. Ficamos aflitas só de pensar na tarefa, ansiando pelo momento de tranquilidade e um tempo para si e daí, quando eles dormem, ficamos paradas como bobas, olhando essas pequenas criatura dormirem, absolutamente extasiadas.

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *