Sim, dá para funcionar e fazer muitas coisas sem dormir. E ainda manter outra pessoa viva.😅⠀

Você desenvolve a habilidade de fazer coisas com uma mão: comer, atender ao telefone e verificar fralda, tudo ao mesmo tempo. E com um bebê no colo.🙃 ⠀

A alegria de colocar um sling pela primeira vez (e o bebê topar): “Uau, duas mãos livres!”🙌⠀

Vômito, golfo e cocô passam a fazer parte de (quase) todas as conversas.💩⠀

Existe cocô voador e cocô explosivo.💣⠀

A barriga não volta ao normal assim que o bebê nasce. Bom, faz sentido, ela demorou umas 40 semanas pra crescer…😂⠀

Quando você começa a amamentar, vem uma sede tão grande que parece que você está perdida no deserto há dias.🍹⠀

Ir ao banheiro sozinha é um sonho distante. Banho demorado é um luxo raro. E toda vez que você estiver no chuveiro, ouvirá um bebê chorando. Mesmo que ele nem esteja em casa.🚿⠀

Amamentar não é fácil e nem instintivo. E você fica meio perdida sem saber pra quem pedir socorro, são tantos palpites…😶⠀

O bebê tem um relógio interno programado para fazer um cocô explosivo ou uma golfada gigante quando você está na porta para sair. E você sempre estará atrasada.⏰⠀

Sair com uma bolsinha é passado. Roupinhas? Ok. Fraldas? Ok. Trocador? Ok, Casaquinho (mesmo estando um calor de 35º)? Ok. Brinquedinhos? Ok. (e a lista continua…)👜⠀

Você passa a ver seus pais com outros olhos. 👓⠀

Coisas corriqueiras passam a ser perigosas, como uma moeda: a criança pode ENGASGAR com aquilo!😱⠀

Todo mundo cumprimenta o bebê, pergunta o nome, mas nem te lembra de te dar “oi”.😒⠀

Você tem mais interesses além do bebê, afinal, virou mãe, mas não morreu. Sente falta de passear, cuidar de si e tantas outras coisas… Mas e o tempo pra isso?🤔⠀

Aí você resolve assistir a um filme e dorme. Bem, pelo menos, descansou um pouco!😴⠀

Todos os dias você passa todas as horas amando e pensando em outra pessoa mais do que qualquer coisa.😍⠀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *