Todas as tribos

Definitivamente, não sou um ser lá muito sociável. Se você encontrar comigo, não me classificará como tímida, mas é só uma casca. Converso com estranhos, sem problemas, mas aprecio em demasia meus momentos solitários ou com a família. Só que no puerpério do meu primogênito, fui outra pessoa. Talvez os …

Por que é CineMATERNA?

Excluímos os homens da jornada de criação de filhos quando nos chamamos de CineMATERNA? E a paternidade ativa, minha gente? O fato de ter materna no nome não exclui os pais, mas reflete sobre um papel feminino de gestar, parir, amamentar e se conectar visceralmente com um bebê. Acreditamos, incentivamos, …

Pérolas de viagem

Viagem de trabalho no CineMaterna é rodeado de amor. Fui a Florianópolis na semana passada e fui direto do aeroporto para a sessão. Lá conheci Carol, a nova coordenadora da cidade, entrevistei duas candidatas para a equipe local, acompanhei a primeira sessão da Melina e de surpresa, ainda recebemos a …

Memórias do leite

Vida materna tem coisas assim: a gente passa os dias repetindo gestos peculiares e muito típicos de uma fase. Passam alguns anos e nos esquecemos completamente. Alguns são amorosos, outros irritantes. Cheiros, sons e texturas que marcam uma fase da maternidade, em um período em que os sentidos estão aguçadíssimos. …

Território feminino

Há dois meses comentei que passamos por uma tormenta. Chacoalhou bastante, mas agora, o barco navega em águas tranquilas. Foi necessário recompor o time e restabelecer a energia, para retomarmos o rumo. Precisamos completar o time para equilibrar o barco. Queríamos mulheres porretas, competentes, experientes e ainda por cima, mães …

Em ritmo de filhos

Li esta manhã a coluna do Ricardo Araújo Pereira na Folha de São Paulo intitulado “Ter ou não ter”, referindo-se a filhos. O texto é fechado para assinantes, então vou escrever livremente os meus pensamentos, citando um ou outro trecho. A reflexão do autor é sobre a decisão de ter filhos, …

Pesadelo em pink

Quase todo dia tem uma sessão CineMaterna rolando em algum canto desse imenso Brasil. Tudo acontece por que temos as nossas pinks voluntárias que estão ali para zelar e cuidar das mães, da sala do cinema e dos padrões: ar condicionado mais brando, som baixo e luz levemente acesa. Repetimos …

#aliceaventureira

No meio da tarde, recebo uma foto de Fortaleza (CE), do CineMaterna no RioMar: uma mãe, Rafaela, vestindo uma camiseta com logotipo do CineMaterna, e sua filha, a fofíssima (e aventureira), Alice. Uma mãe que encomendou uma camiseta e um body para elas curtirem o CineMaterna juntas e “uniformizadas”, não …

Como nós

Acabei de assistir a Como Nossos Pais. O desejo de ver o filme estava represado desde que, em um CineMaterna, estava distraída no início da sessão e, ao virar-me para a tela, vi a escola de meus filhos, enorme. Era o trailer deste filme. Não, esse não era o principal …

Em mares mais calmos

Este blog ficou sem atividade por quase quatro (!) meses. Foi o tempo necessário para acomodar mudanças significativas na Associação CineMaterna, a ONG que organiza as sessões de cinema amigáveis para mães com bebês. Inicialmente, houve um conflito profissional, meu, mas que afetaria a entidade: era (eu) parar e largar …

Coração de voluntária pink

Se você for a uma sessão CineMaterna, será recebida por voluntárias de camiseta cor-de-rosa, carinhosamente apelidadas de PINKs. A maternidade é pré-requisito para fazer parte da equipe, pois entendemos que ter empatia com as mães recém-nascidas é fundamental para o acolhimento. Se for uma sessão mais movimentada, talvez você não …

Morfar* pra Rosa!

Essas fotos são da Simone Novato, fotógrafa parceira, praticamente “de casa”. Foi após um lançamento em São Bernardo do Campo, SP, onde recebemos 500 pessoas. Exaustas? Sim. Mas ainda dispostas para uma brincadeira, com direito a poses, caras e bocas – e participação especial da Power Ranger cor-de-rosa, nossa mais …

Saudade de imagens

Fazia mais de dois meses que não havia lançamento de um CineMaterna em um novo cinema por conta do recesso de final de ano. Quando recomeça a “temporada” de lançamentos, chego ao primeiro evento com muita vontade de fotografar. A nostalgia não é apenas do ato de registrar as imagens …

E como foi para você?

Ir ao CineMaterna com um bebê com um ano não é para fracas. São bebês mais ativos, dormem menos, ficam mais atentos aos inúmeros estímulos que uma sala de cinema repleta de “amigos” proporciona. Por isso, o depoimento tão bem humorado da Thalita Rigonatto, de Campo Grande (MS), mãe do …