Nossas nobres heroínas

No post anterior falei sobre as sessões com recorde de público e nosso esforço em manter a experiência do CineMaterna bacana. Estava contando dos bastidores, e agora, vou revelar o lado pink da força. Hehehe. Quem faz o CineMaterna acontecer nos cinemas são elas, voluntárias PINKS, que recebem as mães, bebês, pais, avós, amigos e irmãos, com delicadeza.

Elas estão em todas as sessões CineMaterna. Todas. São mães, muitas usufruíram das sessões, depois vieram até nós, explicaram que queriam “retribuir o carinho que receberam” e se tornaram voluntárias. Tem propósito mais nobre que este?

As pinks não precisam de ensinamento sobre empatia para acolher mães com bebês. Basta um olhar para saber quando oferecer ajuda ou se é melhor apenas observar e estar à disposição. O treinamento que damos é técnico: ajustes de som, luz e ar condicionado e montagem da sala. A receptividade? Vem do coração.

Em São Paulo – foto de Bete Sozza
Em Aracaju – foto de Martha Oliveira
Em Florianópolis – foto de Liana Giannini

Esse discurso de receber as mães com amor lhe parece piegas? Pois estou para conhecer voluntárias mais identificadas com o que fazem, o que me espanta, na mesma medida que me orgulha. Nestes dias movimentados estão recepcionando 50, 100 ou mais mães com bebês e seus acompanhantes. Saem exaustas da sua jornada, mas muito felizes, porque, afinal, são mães que saíram de casa e deram um passo para se reencontrar como mulher, em nova versão, diferente daquela de antes da maternidade.

Em Criciúma – foto de Pimentinha Fotografia
Em Belém – foto de Leonardo Freire
Em Salvador – foto de Carol Bassuma
Em Sorocaba – foto de Jeniffer Karoline
Em Porto Alegre – foto de Alê Bruny

São 335 voluntárias, pinks, mulheres, mães e profissionais. À frente delas, duas pessoas muito especiais: Fabíola Lupinari, que está há quase um ano no CineMaterna e traz sua experiência do mundo corporativo, quando estava à frente de equipes enormes que necessitavam de treinamento e alinhamento, e a Renata Barrios, braço direito, esquerdo, cabeça e coração pinks, que foi voluntária no CineMaterna por oito (oito!) anos.

Fábiola Lupinari (à esquerda) e Renata Barrios, que garantem o acolhimento pink em qualquer CineMaterna do Brasil
foto de Olivia Vinci

Isso é amor pink, na sua forma mais pura!

Cinema com o bebê: você está pronta?

O começo da maternidade é como um renascimento. Com o bebê nasce uma mãe e também uma nova mulher: mudam as prioridades, os gostos, a forma de ver o mundo. ⠀

Por um tempo, até as coisas mais simples são desafiadoras. Andar com o bebê com o carrinho em uma rua movimentada vai bem até passar aquele ônibus/caminhão fumacento. Lugares apertados? Cheios de gente? Com um bebê pequeno? Ai!⠀

E assim, protegendo, cuidando, a mãe acaba se isolando. E chega uma hora que parece que o mundo todo está a mil e você parou. Mas parou mesmo?⠀

“Voltar” para o mundo com um bebê nos braços é desafiador. E dá para fazer isso aos poucos, devagar, levando o pequeno no colo, no sling, no carrinho, da forma que você preferir.⠀

Aqui, no CineMaterna, quando perguntam a partir de quando podem vir com o bebê, sempre respondemos: a hora certa é quando a MÃE se sente tranquila e segura. Aqui, fazemos de tudo para que elas sintam-se acolhidas.⠀

E não somos a única opção, claro! Está sem ideias? Praças, cafés, visitar alguma amiga (especialmente as que já tem filhos) e grupos de dança materna podem ser uma boa pedida. #ficaadica

Você, que já saiu da bolha de casa, conta pra gente: para onde ia quando começou a sair com o bebê? 

Juntos, desde 2019

O CineMaterna não recebe receita da bilheteria nos cinemas. E como o CineMaterna se sustenta? Através de apoios e patrocínios. Apoio dos shoppings centers e patrocínio de marcas que se identificam com o que o CineMaterna faz, acolher mães recém-nascidas e seus bebês, em um momento tão especial da família.

Acreditamos que o bem estar emocional das mulheres que se tornaram mães é fator chave para um vínculo mais saudável e pleno com seus bebês. É, sim, o bordão “mãe feliz é bebê feliz”. Queremos ser esse clichê, buscamos esse lugar onde as mulheres se reúnem e podem se sentir à vontade para serem simplesmente mães, com seus corpos, suas marcas, sua maternagem, suas angústias e sua alegria: seu bebê, o mais lindo do mundo.

Quando nos associamos a uma marca, forma-se uma conexão entre duas imagens: a nossa e a do patrocinador. Patrocinador novo? Sim! Temos! As fraldas e toalhas umedecidas Babysec estarão presentes em todas as sessões CineMaterna a partir de julho.

A escolha foi criteriosa por ambos, patrocinador e patrocinado. Confiamos na marca Babysec e seus produtos, que vimos nascer no Brasil. E é uma honra constatar que Babysec acredita no CineMaterna e nossa missão. Estamos juntos.

Agora você tem mais um bom motivo para ir a uma sessão CineMaterna: experimentar a linha premium de fraldas e toalhas umedecidas Babysec. Você vai se surpreender.

Campanha internacional de Babysec, que no Brasil, tem parceria com a APAE SP