Identidade de rebanho

A situação atual é tão peculiar e única, que não sabemos se o que estamos sentindo e fazendo, está certo – ou melhor, se é ‘normal’. Será que tudo bem eu não ter assistido a nenhuma série ou filme, não ter começado nenhum curso, nem feito pão? O medo que sinto de meu bebê ser contaminado é saudável ou paranoia? Ou será que posso admitir em voz alta que estou gostando de ficar assim, recolhida em meu núcleo familiar, convivendo intensamente, algo que não conseguia fazer antes?

Todos sabemos que não há certo ou errado, temos reagido cada uma à sua maneira e cada dia de um jeito. Só que às vezes a gente encana, não? Por isso, resolvi indicar um episódio do podcast ‘Maria Vai com as Outras‘, Maria na Quarentena: Ouvimos as ouvintes, que traz o depoimento de diversas mulheres, com filhos e sem filhos, no Brasil ou fora.

Acredito muito no poder ‘normalativo’ de ouvir outras pessoas, de diferentes perspectivas para se sentir ‘apenas normal’. É como acontece no CineMaterna: encontrar outras pessoas passando pelo mesmo momento, trocar e se identificar. Dá um alívio no coração, não é mesmo?